Rui Tinoco - Poesia

Participação na revista Oficina de Poesia 14

a luz enchia as palavras. os braços
enrolaram-se como um inútil
adereço. somos tão pequenos para
o mundo! o medo cruzou
o passadiço, passeando um
minúsculo cão. era o cão
que tinha gestos humanos:
foi salvar a memória
que o dono atirou ao mar
e trouxe-a presa entre
os dedos amarelos.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s