Rui Tinoco - Poesia

Uma morte suave

O rio do tempo
passa em tudo
e já é tarde.
Vejo render
as minhas mãos
para o sono
deste céu
e uma morte
como destino
do mundo.
O corpo cai
finalmente
ao seu
poço.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s