Rui Tinoco - Poesia

Uma lâmina de fogo

Uma lâmina de fogo

para cortar o Amor

em duas partes.

O que sobra dessa divisão?

As minhas mãos

infinitamente sós e vazias

e a boca que morde

os seus próprios sonhos,

espalhando sangue

– sangue vermelho –

sobre as partes do corpo

com que vos faço sinais:

Bom Dia

Boa Noite

Até À Vista.

As palavras vazias

com que cruzamos

os dias.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s