Rui Tinoco - Poesia

O VENCEDOR E O VENCIDO, na tomada de posse

o Vencedor e o Vencido tiveram

de trocar de cadeiras. foi uma

operação um pouco incómoda,

caricata até. o Vencido insistiu

em cooperar com todo o processo

foi até excessivamente simpático.

não sei como as coisas se passaram:

alguém tropeçou, o Vencido caiu, o Vencedor

julgou que fazia de propósito,

ofendeu-se. por momentos, breves

é certo, pareceu que iriam resolver

as coisas por vias de facto. será

que mudariam de nomes novamente?

decidiram-se: é

o processo eleitoral o melhor

garante para a resolução deste

género de questões. a Constituição

assim o diz e se o diz é porque

alguma coisa saberá que nós

não sabemos, simples mortais.

ficaram, dentro em pouco, devidamente

acomodados. cada um olhava

para a cadeira do outro com rancor

ou sobranceria, conforme o caso.

retomaram a conversa, mas foi

nessa altura que um senhor anunciou

que se iriam tratar de «assuntos

importantes», que a festa estava

definitivamente terminada. fiquei

só, em frente de uma porta fechada.

Rui Tinoco

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s