Rui Tinoco - Poesia

O meu peito é o palco minúsculo – Rui Tinoco

O meu peito é o palco minúsculo

para as minhas emoções, é a minha audiência,

o outro para quem falo na solidão,

quando a rosa murcha para mais um outono

quando chove inapelavelmente sobre a esperança.

Inventei a lucidez para meu deleite,

para me entreter numa conversa comigo

e caminhar pelas ruas como se nadasse

num estranho esquecimento.

Queria apagar os corpos que necessito,

as emoções que teimam em nascer para alguém,

esta fome de participar com a minha história

na história de todos nós.

A interrupção da vida que aqui expresso, porém,

só pode desejar-se de um modo provisório,

querer-se-á depois todas as partes da humanidade

no nosso peito, mesmo as que quisemos rejeitar.

Será possível levantar o entendimento do mundo

um centímetro, sequer, acima dos nossos ombros?

RT, 1999

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s