Rui Tinoco - Poesia / Sublinhados

“De sangre en sangre vengo”*

De sangue em sangue venho.

 

Todo o homem

é uma herança,

um pedaço de rio

cuja nascente

é de outro mundo.

 

Só à Terra presto contas.

RT, 1996

*Otros poemas sueltos Miguel Hernandez

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s