Basil Bunting

O que disse o presidente a Tom, de Basil Bunting (1900-1985)

O que disse o presidente a Tom

 

Poesia? É um passatempo.

… Eu brinco com miniaturas.

Mr. Shaw cria pombos.

 

Não é um trabalho. Você não sua

a camisola. E não recebe por isso.

Você poderia anunciar sabão.

 

A ópera, isso é arte! ou a opereta-

A Canção do Deserto.

Nancy estava no côro.

 

Mas pedir doze libras por semana-

casado, não é?-

você tem coragem.

 

Como poderia olhar a cara

de um cobrador de autocarro

se lhe pagasse doze libras?

 

De resto, quem diz que isso é poesia?

Meu filho de dez anos

pode fazer uma, e rimar.

 

Eu ganho três mil e as despesas,

carro, planos de reforma,

mas eu sou director financeiro.

 

Eles fazem o que eu mando,

na minha empresa.

E você, o que faz ?

 

Palavrõezinhos, palavrões,

é doentio.

Lavo-me quando encontro um poeta.

 

Eles são Comunas, viciosos,

todos deliquentes.

O que você escreve é disparate.

 

Assim diz o senhor Hines, e ele é professor,

tem obrigação de saber.

Vá mas é arranjar trabalho.

 

(Tradução: J.T.Parreira)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s