Sem categoria

Raul Brandão, uma nota sobre as «Memórias»

Raul Brandão ensinou-nos, a seu modo, como se completa uma vida – como ela faz as pazes consigo mesma e possibilita a despedida. Nas «Memórias» diz o autor que tem os seus mortos, que eles vivem consigo em casa.

Brandão vive com as suas recordações, imagens, pessoas queridas que já desapareceram. Tudo isso desenha um plano geográfico, por assim dizer, onde pode deslocar-se e sonhar novos acontecimentos. A escrita autobiográfica é também isso – um reviver o passado (reescrevendo-o) à luz da nova presença do leitor.

RT

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s