Notícias / Rui Tinoco - Poesia

Vernissage

a vernissage atraiu

altas individualidades. sentia-se

um cheiro difuso a perfume

as roupas caras amaciavam

o olhar. compareci munido

apenas de uma interrogacão.

vi-te a conversar no meio das pessoas

e dos gestos. parecias estar

convencida. os copos de champanhe

erguiam-se em hastes esguias

os copos de champanhe pareciam

espadas para intimidar. foi

então que me dirigi ao bengaleiro

deixei a minha pergunta

a troco de uma ficha com

número. nunca me

hei-de esquecer: era

o vinte e cinco.

(poema publicado na revista de poesia e tradução DiVersos nº 17)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s