Curtas / Escritas em prosa

Leitor Corajoso

Estava no café com o livro aberto. Armava-se de gestos largos. Batia o cigarro  no tampo da mesa de forma decidida. Ela nunca mais chegava. Decorridos longos  momentos lá se dignou a aparecer. A roupa justa ao corpo, toda feita a ser  olhada.
Agarrou-a de forma decidida.
Ela quis resistir mas ele dobrou-a  para trás. Inclinou-se sobre ela:
«é isso que queres?»
«és um menino  mau… diz…»
«o quê?»
«és um menino mau»
«sou um menino mau… vou  castigar-te…»
Bem perto, alguém pediu um brandy.
A cena desenvolvia-se  rapidamente. Ele arfava, tirava-lhe as roupas. De quando em vez escutavam-se os  gemidos.
Eis a resolução.
E afinal ele és tu. Levantas-te da mesa,  perguntas:
«quanto é que devo?»
Acabou-se o capítulo. Efetuas o pagamento.  Regressas a casa.

Leia Mais:  http://nanquin.blogspot.com/2013/02/o-leitor-corajoso.html#ixzz2UZt1DOEL
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s