Rui Tinoco - Poesia

o meu percurso normal

o meu percurso normal

de ser outro. a nostalgia

da felicidade passada, a

meio da paisagem: pode

ser um vasto planalto

o eco a circundar os gestos

a única sombra plausível.

a única sombra plausível

a abraçar-te o dorso, mas

a única sombra plausível

apenas para mim… não interessa

esse presente: existiu, se vive

agora confinado a um poema

de quem é a culpa?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s