M. Parissy / Poesia Portuguesa

a padaria serve-nos de abrigo – M. Parissy

a padaria serve-nos de abrigo

pessoas  seguem-nos com olhares de labirinto

o sexo geme pela menção do telefone

.

há velhos cartazes de parede

enrolados sobre a mesa

.

o drama exterior das sombras

hoje é domingo

e amanhã?

*

(M. Parissy, Morte com dedos em ferida, 2000, Edições Mortas).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s