Rui Tinoco - Poesia

Sobre temática homérica – Rui Tinoco

A propósito de Homero, depois de ler a introdução à Odisseia de Frederico Lourenço

 

neste caso não existe

homem, apenas autor.

é ele que nos convida

a acompanhar as aventuras

as desventuras de Ulisses,

o homem,

o homem personagem,

que reconfigura para a sua

circunstância tudo o que de

humano há e nos obriga

imaginar o homem real

a condição necessária, indispensável,

para o autor. (ou o autor é apenas

um conjunto de vozes convocadas

por Ulisses num Outro?) eis um

Outro que nos fala, e nos falará,

pelos séculos dos séculos

de um cavalo de Tróia oferecido

ao leitor vitorioso «timeo danaos

et dona ferentes».

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s