Amadeu Baptista

Aqui chegado… de Amadeu Baptista

Aqui chegado, sei bem o que é ter sido derrubado

e andar de candeias às avessas com o mundo, a sofrer-lhe

as pontadas na crosta e a crise geral de investimento.

O povo, a sua raça, é quem paga o imbróglio,

e há-de ser por ele que o destino agora arca

com os engarrafamentos que aqui vemos.

A fome é a vileza que se tece pela incerta

partida que tramamos com as péssimas

escolhas que fazemos, tomando também eu

a quota parte dos meus erros, pelos dislates

que fiz e consenti. Desastres destes

não tolera o coração, pelo que não posso

deixar de surpreender-me por o meu ter

tentando explodir sob este bafo.

*

Amadeu Baptista, Vida Breve, 2014, Editora Labirinto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s