Ana Maria Puga

Às vezes perde-se o norte – Ana Maria Puga

Já não sei bem se o azul

Intermitente do nosso céu

Transmite a sua realidade

.

Já não sei bem se na cor

Se encontrará algum sentido

Quando o vigor do algarismo

Anula no estéril quadriculado

Todo o ponto cardeal que é perseguido

*

Cardápio dos dias iguais, Ana Maria Puga, Fafe, Labirinto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s