Herman Melville

A casa desvastada – Herman Melville

Em pedaços o caso rupestre jaz,

Os seu elos de dança desfeitos,

E, junto a ele, sarças definham,

Abafada fonte do sol!

A aranha no loureiro a teia tece,

A erva daninha exila a flor:

E, qual estufa, o busto de Apolo

Gera cal para a tore de Mamona.

*

Poemas, Herman Melville

selecção, trudição e introdução de Mário Avelar

Lisboa Assírio e Alvim, 2009

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s