Ronald de Carvalho

Allegoria – poema de Ronald de Carvalho

Gloria ao Sól que renova a alegria da Vida

na immortalisação de todos os sentidos…

Sól de ouros pelo Occaso e no Levante…

Sól pagão… velho artista

das paisagens do azul… da agoarela esbatida

de penumbras subtis, entre ramos perdidos,

a sonhar… a sonhar, na fronde farfalhante

um Sonho symbolista…

*

de: Luz Gloriosa – Poema de Ronald de Carvalho

Paris, Casa Crès et Cia.

(poeta colaborador de Orpheu)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s