Maurício de Sousa

Tudo o que vem por dentro – Maurício de Sousa

no silêncio

tudo que vem de dentro

fala

 

flui

com extraordinária pureza

 

o desassossego

não se ouve Sente-se

 

– é um ruído

que vem de Siro e vem por dentro

 

*

in Notícias de Horeb, Maurício de Sousa

(colecção Poetas da Eufeme)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s