Poesia Húngara / Sandor Petofi

A EUROPA ESTÁ CALMA, ESTÁ CALMA OUTRA VEZ… Sandor Petofi

A Europa está calma, calma outra vez, As suas revoluções passaram Vergonha para a Europa! Está calma E não alcançou a liberdade.   O húngaro foi deixado sozinho Pelos outros povos indignos. Todas as mãos estão presas por cadeias Só os húngaros ainda pegam na espada.   Deveremos afligir-nos, Desesperar-nos com isso? Pelo contrário, pátria, … Continuar a ler